Mesmo atrás das nuvens o Sol brilha,
Mantém sua luz
Mesmo quando os olhos não definem bem
Sem muita clareza são árvores, prédios, são nuvens ou o que?
A luz está lá
E é justamente esta luz que dá a dúvida da definição do que é.

Assim como nós, é assim também nossa natureza.
O que acontece é que a mente conhece e reconhece a falta
Coisas do psiquismo, da mente humana, dos vícios
Mas uma boa escolha, principalmente neste momento que vivemos neste planeta, é
SEM DISTRAÇÃO, focar no reconhecimento e empoderamento de sua própria luz.
Isto é auto responsabilidade .
Não se trata de negar nossa sombra,
Trata-se de focar e fortalecer sua luz, suas qualidades, sua própria força, sua vulnerabilidade e a qualidade de ser humano.
Ser igual a todos, porque cada um está no seu destino,
de formas diferentes,
mas cumprindo o que é demanda de cada alma.
Todos que aqui estamos precisamos desta oportunidade neste corpo.
Ser humano é transitar em tudo .
Mas como fazer isto com o domínio do eu idealizado?
Ah! O eu idealizado,
Aquele “eu”que “criamos” em nossa infância, na expectativa de ser perfeitos, para sermos aceitos como somos.
Imaginamos que se fossemos “perfeitos”, e naquele momento, pensávamos que era, ser o que nossos pais achavam certo.
Era certo mesmo, mas pra eles, porque certamente fizeram o melhor deles.
Além do que nós os escolhemos, porque eram perfeitos para esta nossa jornada de aprendizado nesta vida.
Mas como seres humanos também com suas feridas, mesmo dando seu melhor, nos invalidaram muitas vezes, é assim foi!
Mas já FOI
Porém não ter sido como almejamos, nos frustrou e gerou dores e crenças de inferioridade.
Na nossa fantasia infantil : se não fui reconhecida como eu era, ou queria, não sou boa. Assim que se nutre o eu idealizado!
Como?
Tentando descobrir como o outro me aceitaria!
criando uma forma de ser, tentando ser, o que imaginei que o outro queria de mim, e tentando ser isto, para ser aceita e reconhecida .
Que loucura! porque imaginei tudo, logo criei uma realidade paralela, e pode se viver nela assim, achando que verdade.
Esta é uma razão pela qual vivemos desconectados do nosso coração 💖.
Ah! O nosso coração , o que será que ele diz ?
E como ouvi-lo já que o eu idealizado grita, berra em nossa mente o tempo todo? Correndo atrás dos “deveria e dos poderia”.
Assim escravizadas por esta voz interna, na esperança de sermos perfeitos, e se formos perfeitos seremos aceitos.
Mas o que é perfeito ?
E ser aceitos por quem? Já que criei isto pra suprir minha carência. CARÊNCIA … Aí aí … Olha quem chegou .
Assim vamos projetando isto, a cada nova relação que passa em nossa vida, digo todas relações familiar, de trabalho, amizade, amorosa….na esperança, agora terei aceitação …
E sem saber colocar o poder na mão de alguém, na esperança de receber de alguém, o que eu não me dou .
De ser aceita, já que eu não me aceito, alguém terá que me aceitar !
Mas só eu mesma posso me aceitar.
E quando eu for minha melhor amiga e carinhosamente me acolher, na luz e na sombra, posso relaxar e aí sim, poderei ter o reconhecimento de fora, mas ele não será necessário, chegará só como feed back, e se não chegar eu seguirei porque posso sentir, identificar o que sinto e ser fiel.
E neste momento o reconhecimento até será bem-vindo, mas não dominará minha existência.
Não estarei escrava de alguém me aceitar ou reconhecer .
E dai será uma ligação direta de reconhecer a sincroniscidade e todos os aprendizados de cada situação, como diz Deepak Chopra, “não temos problemas, temos oportunidades de aprendizado”
Agora é já …
Mudando o foco ….
Porque onde coloco minha atenção eu energizo.
Posso escolher onde colocar a minha atenção, e onde colocar minha energia.
De dentro da luz que há em cada um, fortalecendo o bom, as qualidades e eu em primeiro lugar.
Deste ponto podemos verificar o que é que vive na sombra dentro, que ainda impede a luz de reinar.
Sem barganha de sermos bons para ser aceitos.
Ao fazer este caminho aos poucos vou reconhecendo as crenças e os seus domínios sobre mim .
Uso meu poder de escolha, me abro pra receber ajuda a todo momento em minha vida de todos seres de luz visíveis ou invisíveis.
Em várias escolas que me aprimora as escolhas, nesta escola infinita que é este planeta.
Esta é a jornada que não termina, mas não me domina .
Sem lamentos
Porque sei o que tenho, e o que não tenho,
e o que não sei , se precisar saberei .
Relaxo nos trânsitos, às vezes claro, às vezes nublados, às vezes escuro, as vezes leves, às vezes pesados,
às vezes radiante … No amor
E se não for no amor aceito, mas não perco o foco, porque minha sinceridade é que me põe humana.
E sei quero o amor .
Um passo na humildade de aceitar o que é e como é!
E assim entrego, confio, aceito e agradeço…
Às vezes sim e às vezes não ….
Deste lugar posso orar
“Que todos os seres sejam felizes, saudáveis e empoderados do seu melhor”

 

2 Replies to “A Luz está sempre presente”

Deixe uma resposta para Manuel Lucas Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: