Tudo me compõe nas minhas soluções internas

Lugar Ideal
Além do preconceito e do julgamento !

Um convite que recebi e aceitei.

Durante um bom tempo estive muito identificada com meu ego espiritual,
neste local dentro da minha mente,
algumas coisas eu julgava serem ruins,
e outras eu julgava serem boas.
Fiz muitas coisas, que foram necessárias na minha construção, desconstrução e reconstrução.
Numa das classificações de ruim, parei de ver tv.
E novelas então, nem pensar,
E me sentia superior por isto.
Ao me perceber julgando, algo destoava dentro de mim, porque já tinha recebido alguma notícia do que representa o julgamento, mesmo sabendo difícil era resistir.
Afinal o julgar me dava uma ambiciosa e iludida sensação de
“estou certa”, “sou boa”, e isto me fazia sentir superior,
Desta forma não precisava olhar para meu complexo de inferioridade,
e não entrava em contato com a dor da inferioridade.
Ainda não podia lidar com ela.
Eu estava cheia de querer disfarçar, afinal não foi o que eu desenhei como ideal na minha mente.
Eu tinha em minha mente um desenho do que era ser aceitável.
E eu estava longe de ser o que havia projetado para ser aceita.

Na auto observação tem uma solução
Um dia liguei a tv e vi uma cena de uma novela, não lembro mais qual novela, e tive um insight de mim mesma, me vi refletida naquela cena um sentimento que eu estava observando, e quando vi a forma como a mãe tratava a filha, percebi que foi assim comigo, e na sequência tive uma crise de choro, e em seguida tive o insight de como sair de onde eu estava.
Foi curador.
Lógico que estava conectada com a auto observação, reconheci minha projeção e pude ir além, mas aliviando o julgamento e a exclusão posso usar meu discernimento e maturidade para escolher até onde ir.
Além disto alguns autores que colocavam questões e instruções que problemas como alcoolismo, e algumas doenças, que mostrava a doença de outro ângulo, acho que isto pode contribuir em diminuir o julgamento e a exclusão.
Sem apologia, nem rejeição à TV e sua programação, só aproveitei o que passou por mim naquele momento.
Depois disto, não tive outra opção além de ir além do julgamento.
Sei que tem muita porcaria na tv, e não contesto, precisamos selecionar o que ver, e o quanto ver, mas tem muita gente fazendo coisa boa.

Escolho o que me convém
Em todos os lugares, TODOS! Pode ter coisas que me convém e coisas que não me convém.
O discernimento é meu.
E assim deve ser.
Cada um se responsabilizando pelas suas escolhas
E quem diria, um aprendizado de ir além de mais um aspecto do julgamento vir de uma cena de novela .
Auto conhecimento, auto observação, discernimento colocado na pratica do dia a dia.
Quando posso observar o que me toca e onde me toca, aproveito tomo o aprendizado e sigo em frente.
Se houver disponibilidade para olhar para si, tudo é possibilidade e oportunidade.

Precisei me abrir ao meu próprio julgamento …
Que bom que aceitei.

2 Replies to “O que me compõe”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: