Quando concebo perdão, concebo alguém errou!

Quando concebo alguém errou, concebo uma dívida, uma superioridade.

Desde muito cedo almejamos estar certos, sermos bons, assim não seremos castigados e sim exaltados. Além disto somos muito sucetíveis e magoáveis, isto é, nos sentimos magoados facilmente.

Estas distorções nos levam a crer que o outro é o responsável, o culpado de nossos dissabores, ficamos infantis por tempo demais e perdemos o foco na solução. Insanos julgamos que o outro nos fez algo, e nos rogamos melhores e sempre com razão, arrogantemente acreditamos que o perdão é a solução, e se perdoo mantenho me na superioridade, e perdemos a oportunidade de perceber porque coloquei naquela situação.

Este texto lúcido abaixo pode dar um novo olhar sobre o tão falado, almejado “perdão “

“Este perdão não resolve … mascara.
Perdão está dentro da boa consciência .
O Perdão como o conhecemos na cultura judia cristã aumenta a diferença entre o bom e o mal.
Se perdoo alguém quer dizer que eu apago o que ele fez.
Como se eu pudesse modificar a realidade.
Primeiro eu não estou no adulto porque me dou o direito de eliminar o que foi feito.
Quando perdoo alguém, está pessoa perde sua dignidade e fica menor que eu, e eu me sinto superior a ela.
Me sinto uma boa pessoa .
Não me sinto igual a outra pessoa.
A outra pessoa perde sua força e dignidade, se tornou minha vítima .
Mas existe um perdão real, que em outras culturas, vemos que é ver o outro de igual para igual .
E dizer a pessoa, ao final eu sou igual a você.
E estaremos no mesmo nível de dignidade, e a realidade será respeitada como foi.
A partir do sistema, poder reconhecer o que houve, que a vítima pode manifestar sua dor, depois de se dar conta do seu desejo de vingança. E este passo é fundamental.
Enquanto a vítima não se der conta do seu desejo de vingança não se pode ir além.
Primeiro perceber o desejo de vingança e perceber, eu sou igual a você. Assim restabelece a dignidade humana.
Como adulto reconheço minha parte e assumo minhas
responsabilidades.
Quando me reconheço, estou de igual para igual .
Tomo meu aprendizado. Saio da vítima, porque não existe vítima.
Ao contrário do que aprendemos eu te perdoo, significa : eu sou melhor e o outro é o ruim,
Isto nutre a separação, a exclusão .
Não reconheço minha parte, meu desejo de vingança”

Fico da máscara .
A única saída é auto responsabilidade, sabendo que não há vítimas.
O que temos são aprendizados e oportunidades de nos ver além da vítima do “coitadismoda repetição das palavras sem ao menos ir além no sentido mais amplo que elas nos trazem

“Nas aspas” é um texto Do curso com Brigitte Champetier

2 Replies to “Perdão !?”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: