Algumas convenções carregadas de julgamentos e críticas me foram instaladas, ok fazia parte do meu aprendizado e de escolhas ainda inconscientes.
Adulta que sou, posso rever tudo que está no meu sistema e ir além dos meus próprios julgamentos, seguir para uma consciência que chegou a mim como uma oração, me faz muito sentido
“Te liberto de mim
Me liberto de você, respeito suas escolhas, mas faço minhas próprias escolhas e tomo minha vida como minha e sigo em frente.
Estive tão presa a tantas convenções
Isto é certo…. isto é errado
Fulano fez isto, ou aquilo, …. onde já se viu !
Muita crítica que ouvi e não discernia, que muitos dos julgamentos colei em mim.
Teve uma hora na vida percebi : preciso rever meu dicionário, abrir as portas da minha mente e conectar os conceitos e preconceitos ao meu coração
E nesta conexão fazer uma reavaliação
O que está valendo pra mim… um trabalhão, afinal uma vida e ainda tinha muito a discernir … de onde vem este pensamento ….
Observando, chegava na raiz onde ficou implantado no meu sistema. Uma crença identificada um tanto de luz no sistema é colocada.
Neste momento me transportava para outro lugar dentro de mim, e com respeito, mais uma escolha me era concedida:
Foi como foi, mas agora eu escolho por mim.
E sigo em frente tomando minha vida como minha.

Muita carência as vezes me fez querer que alguém me dissesse o caminho, ou projetando aquilo que por muito tempo acreditei ser a falta.
Tentava enfiar meus pais idealizados em pessoas que desejava que pudessem fazer por mim.
Até que finalmente compreendi.
Digo compreendi porque entender, na mente, já tinha entendido, mas ainda um bla bla bla de acusação e de falta de confiança em mim ainda buscava fora.
Quando aos poucos foi clareando.
Um dia numa corrida 🏃‍♀️ no parque, aliás neste parque já tive muitos insights, e entendo porque, natureza, exercício, oxigenação com respiração alterada, e predisposição a auto observação, me deu um desvendar.
Percebi que meus pais foram exatamente como tinham que ser.
E sendo assim percebi que isto em algum lugar me motivou buscar dentro, o que não tinha fora.
Neste lugar da compreensão pude ler em mim a satisfação e a completude de tudo, que por muito tempo busquei em mim, que a princípio era falta de opção.
Senti que está era a opção da minha alma.
Eu através de mim, no mundo e com o mundo, mas na minha base.
O foco que era na falta aos poucos foi migrando para o suficiente.
E fui aos poucos resignificando
Afinal, o que é pra minha alma e o que é pra necessidade do meu ego, foi surgindo um descolamento, do desejo e da demanda da alma.
Aos poucos fui discernindo e criando coragem para bancar minha história, minhas vontades, pagar o preço das minhas escolhas e estar mais de verdade, na auto responsabilidade, que a mim soa como : eu faço minhas escolhas, assumo a responsabilidade pelos resultados e usufruo todos aprendizados contidos.
Dai mais uma vez, deste novo lugar dentro de mim, precisando ressignificar meu dicionário .
Assim a vida segue …. sempre um novo ressignificar, isto a mim soa como … dançar conforme a música 🎵 , ou fluir ao ritmo da vida.
Eu faço minhas escolhas e sigo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: